Biblioteca Pública Municipal de São Bernardo do Campo

Persépolis /

Autor(es): Satrapi, Marjane, 1969- [Autor ].
Colaborador(es): Werneck, Paulo [Tradutor].
Tipo de material: TextoTextoEditora: São Paulo : Quadrinhos na Cia., 2009Descrição: p : il. ; 25 cm.ISBN: 978853591126.Outro título: Completo.Assunto(s): História | História em quadrinhos | IrãGênero/Forma: AutobiografiaSumário: Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita - apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa. Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares. Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama - e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar
Tipo de material Localização atual Setor Classificação Exemplar Situação Previsão de devolução Código de barras
História em quadrinhos Biblioteca Érico Veríssimo
Acervo geral
Circulante 808.36 S267pc 2017 (Percorrer estante) e. 4 Disponível 5067048
História em quadrinhos Biblioteca Guimarães Rosa
Acervo geral
Circulante 808.36 S267pc 2013 (Percorrer estante) e. 3 Disponível 5050546
História em quadrinhos Biblioteca Malba Tahan
Acervo geral
Circulante 808.36 S267pc 2009 (Percorrer estante) e. 1 Disponível 5024821
História em quadrinhos Biblioteca Malba Tahan
Gibiteca
Fixo 808.36 S267pc 2013 (Percorrer estante) e. 2 Não pode ser emprestado 5041137

Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita - apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa. Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares. Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama - e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar

Powered by Koha