Biblioteca Pública Municipal de São Bernardo do Campo

Robinson Crusoé /

Autor(es): Lemoine, Christophe, 1966- [Adaptador, Roteirista].
Colaborador(es): Defoe, Daniel, 1660-1731 [Autor ] | Boide, Alexandre [Tradutor] | Vergne, Jean-Christophe, 1965- [Desenhista].
Tipo de material: TextoTextoSérie: (Grandes clássicos da literatura em quadrinhos ; v. 3).Editora: Duque de Caxias [RJ] : del Prado c2012Descrição: 59 p. : i. color. ; 27 cm.ISBN: 9782357104020.Assunto(s): História em quadrinhosGênero/Forma: AdaptaçõesSumário: O náufrago é uma espécie de novo Adão, que precisa aprender a dominar o ambiente na mais completa solidão. Ele se torna marceneiro, construtor, caçador, agricultor, ceramista, costureiro, cesteiro. (…) Através de Robinson, o arquétipo do intrépido marinheiro inglês, Defoe celebra a capacidade do homem branco de se impor, a coragem daquele que se aventura em uma terra desconhecida e o triunfo do individualismo motivado pelo lucro mas também interessado em apresentar os benefícios da civilização aos selvagens…” Fonte pesquisada: www.amazon.com.br
Tipo de material Localização atual Setor Classificação Exemplar Situação Previsão de devolução Código de barras
História em quadrinhos Biblioteca Malba Tahan
Gibiteca
Circulante 808.36 R412v c2012 (Percorrer estante) e. 1 Disponível 5059649
Percorrendo a Biblioteca Malba Tahan as estantes, Localização na estante: Gibiteca, Coleção: Circulante Fechar navegador da prateleira
808.36 R366c 2013 Campo em branco / 808.36 R368p c2011 Os passarinhos e outros bichos / 808.36 R372d 2015 O despertar de Zé Fogueira / 808.36 R412v c2012 Robinson Crusoé / 808.36 R414c c2015 Capitão América : o novo pacto / 808.36 R555fh 2009 Fracasso de público : heróis mascarados e amigos encrencados / 808.36 R731g 2015 Gargantua /

O náufrago é uma espécie de novo Adão, que precisa aprender a dominar o ambiente na mais completa solidão. Ele se torna marceneiro, construtor, caçador, agricultor, ceramista, costureiro, cesteiro. (…) Através de Robinson, o arquétipo do intrépido marinheiro inglês, Defoe celebra a capacidade do homem branco de se impor, a coragem daquele que se aventura em uma terra desconhecida e o triunfo do individualismo motivado pelo lucro mas também interessado em apresentar os benefícios da civilização aos selvagens…” Fonte pesquisada: www.amazon.com.br

Powered by Koha